Estréia do novo quadro: Quem é seu Pai?

Olá pessoal!

Espero que estejam todos tão animados e bem quanto eu! ^^
Hoje eu trago a estréia do nosso novo quadro: “Quem é seu pai?”, uma das nossas novidades pós-hiato.
Vamos entender como isso vai funcionar então!
Todas as terças-feiras nossa querida e amada Tradutora trará para vocês um personagem, ator/atriz, pessoa influente, whatever contextualizado dentro do Universo de Percy Jackson, como se fosse um semideus, com informações sobre porque escolhemos um determinado deus/deusa para ser seu pai/mãe divino. Hoje a Tradutora está no meio de seu inferno astral de provas da faculdade, então euzinha vim aqui para cobri-la. E o personagem que eu trago para vocês é o Gambit!
Seria filho de: Eros
 
Remy Etienne LeBeau é um mutante, hora membro dos X-Men, hora membro de outras (diversas) organizações, que seriam coisas demais para citar se levássemos em conta TODO o Universo Marvel. Ele foi abandonado ainda criança por seus pais por causa de seus olhos vermelhos e então criado por uma guilda de ladrões para ser seu líder um dia. Seu poder é o de energizar objetos nos quais ele toca, também chamado de Aceleração Molecular; com isso ele pode basicamente fazer com que qualquer coisa exploda.
Mas, esqueçamos as tendências explosivas do rapaz e vamos ao que interessa.
Remy, o mutante charmoso, galanteador, bonito (embora com um péssimo senso de moda) e aquele sotaque afrancesado incrível (graças à sua criação em Nova Orleans). Normalmente educado e de fala macia, ele tem um charme capaz de mexer com as mentes mais fracas. Conseguindo sua entrada nos X-Men graças a ajuda de sua amiga, Tempestade (a quem ele ajudou quando ela estava roubando para viver) ele imediatamente apaixonou-se por Vampira (a quem ele está condenado a nunca poder tocar, graças à mutação da moça).
Justamente por sua personalidade, seu charme e seu eterno amor por Vampira, Gambit é filho de Eros, o deus Grego do Amor (muitas vezes considerado um deus muito, muito, MUITO sacana, posto que grandes acontecimentos, nem sempre bons, começaram com uma de suas flechas do amor). Assim como o pai, ele é um excelente atirador que nunca erra seus alvos, seja lá quais forem. Embora as pessoas o vejam como um bon vivant sem muita noção, ele é fiel ao seus amigos, mas principalmente as suas convicções e ao seu coração.
E você?
Concorda, discorda?
Tem alguma sugestão de personagem pro quadro?
Manda pra gente! ^.~
Anúncios

Comente!

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s