A Casa de Hades – Capítulo IV – Leo

Leo estava vivendo um breve dilema interno: não sabia se entrava em desespero e lágrimas por causa da pedra que afundara um pedaço do convés do Argo II, não sabia se jogava a pedra de volta lá embaixo, não sabia se ativava as armas ou então se manobrava o navio voador para fora da rota das novas pedras que despontavam no horizonte. Decidindo pelo mais seguro e óbvio virou o navio todo a estibordo, tendo apenas tempo de gritar para seus amigos se segurarem em algo.

Da cabine, Hazel, Jason e Piper despontaram, tentando se manter equilibrados no convés que agora estava virado a quase 45°. Morgan escorregou pelo convés com a virada brusca, mas foi segura pelo treinador Hedge, que se lançara de barriga pelo convés como um pinguim na neve, alcançando a mão da menina e se mantendo a bordo com a murada. Leo fez mais uma manobra, desta vez para bombordo, quase derrubando Nico (que tinha se segurado a tempo na murada, mas fora pego quase desprevenido na nova virada).

– Valdez, é melhor você se decidir ou eu vou enfiar esses controles na sua…
– Pedra no convés!! – Morgan puxou o treinador, também impedindo-o de continuar a frase
– Jason, você não pode mantê-las afastadas?! – Frank surgiu, finalmente, mas sua camiseta estava suja de molho barbecue e queijo
– Deixa comigo!!
– Almirante Leo, canhões! Como eu opero?! – Morgan subia até a ponte do navio, onde Leo estava
– Aqui, pega esse controle e essa mira! – ele jogou na mão da moça um controle de Wii preto e um capacete
– E como funciona?
– Mire e atire!! Continuar a ler

Anúncios