Como Nico conheceu Morgan – Pt. I

De Nova York à Toledo
Nova York, Albany Station, 20h

Nico di Angelo emergiu de uma sombra na estação. O fluxo de mortais não era grande naquela parte do terminal de trens, então ele não estava preocupado se havia sido visto ou não. Desde que ele havia começado sua busca pelas Portas da Morte, alguns meses antes, de tempos em tempos o garoto retornava ao mundo humano para descansar um pouco de sua missão solitária. O tempo passava e ele começava a ficar sem absolutamente nenhuma ideia dos locais onde poderia procurar, o que o deixava preocupado. Havia poucos lugares onde ele ainda não havia buscado e as opções restantes não eram animadoras.

Ele se encaminhava para a saída da estação quando, por cima das conversas das pessoas, passos indo e vindo, rodinhas de malas rodando pelo piso e anúncios nos autofalantes sobre os horários, chegas e partidas dos trens, ele teve a impressão de ouvir uma melodia. Começou baixa e meio tímida, mas começou a ganhar volume gradativamente, conforme o rapaz aproximava-se da fonte para ver o que grande parte da estação havia parado para ver também. Ali, com um violão cor de mogno pendurado numa bandoleira, uma menina se apresentava, o estojo do violão aberto no chão, provavelmente para receber gorjetas. Quando ela começou a cantar, era como ouvir a voz das próprias ninfas, doce e suave, mas havia uma nota profunda de melancolia nas pausas da música. Os cabelos pretos e brilhantes estavam soltos por baixo da boina de lã, e algumas mechas caíam-lhe sobre os ombros conforme ela se movia. Um casaco preto, também de lã, escorregava um pouco de um dos ombros, ficando mais baixo que o outro lado, junto com as mangas que por pouco não lhe cobriam os dedos, conferindo-lhe um charme assimétrico e descuidado, reforçado pelos coturnos surrados e o cachecol comprido. Enfim, quando a música terminou, ela fez uma mesura rápida, quase perdendo os óculos prateados de aro fino, rapidamente ajeitando-o com uma das mãos. Seu talento fora largamente recompensado pelas pessoas, que logo voltaram às suas rotinas, como se aquela música jamais tivesse passado-lhes pelos ouvidos, mas aquilo não pareceu incomodar a menina, que se colocara a arrumar suas coisas. Nico estava atônito, o único que não saíra de seu lugar ainda.
Continuar a ler

Anúncios

Comunicado Importante / Important Announcement

Senhoras e senhores, semideuses e semideusas, hoje é um dia de glória!

Finalmente A Casa de Hades chegou às livrarias (tá, eu sei que algum lugares cheaters lançaram antes, mas…). Hoje, todos nós do blog A Casa de Hecate fomos comprar nossos exemplares, como bons fãs pacientes que somos.
Visto que estaremos ocupados sorvendo todas as páginas do livro nos próximos dias, não postaremos novos capítulos nesse período. Prosseguiremos, porém, com parte do conteúdo do blog relativo às seções novas.
Mas, pra não deixá-los tristes e sozinhos sem nossa presença (ah, ok, como se vocês fossem MESMO notar nossa ausência com o livro mais esperado dessa coleção sendo lançado xD), preparamos um materialzinho especial, em fase de edição, pra vocês serem ainda mais felizes do que já são! ^^
Novas informações sobre o retorno dos capítulos em breve! \o/
Tenham uma boa leitura! ^^~
————————-
Ladies and gentlemen, demigods and demigoddesses, today is a day of glory!
The House of Hades was finally released (yeah, I know some cheaters places released before, but…). Today, we all from the blog House of Hecate went to buy our books, as good and patient fans we are.
Since we’re busy sipping all the pages in the coming days, there will be no new chapters posted in this period. We will continue, however, with some of the blog content.
But, to not make you sad and alone without us (oh, ok, as if you were EVEN notice our absence with the most wanted book of this collection being released xD), we prepared a special bonus, in the editing stage, so you guys will be even happier than you already are!
New information on the return of the chapters soon! \ o /
Have a good reading! ^ ^ ~